O dever e o deveria

outubro 12, 2008 at 12:04 pm Deixe um comentário

Entre o dever e o deveria ergue-se uma verdadeira muralha chamada realidade. O tanto que se deve – ou deveria – e que não se cumpre – seja pelo destino ou pela nossa inação – passa a constituir aquilo que se chama utopia – ou o que devia ser, mas não o é.

Acho, por exemplo, que a minha escrita é rabugenta e bem pouco humorada – que é como imagino que deveria. A realidade é que não é porque eu não sou assim, não sou o tipo do cara bem humorado, faço mais o tipo sizudo, sempre querendo e tentando ser mais responsável do que sou – ou deveria.

No final das contas temos a livre opção de gostar ou desgostar – ainda bem! Se você gosta do que eu escrevo e do jeito como escrevo, tudo bem! Essa é a minha realidade. Se você não gosta, sinto muito, não posso ser outro, nem uma utopia.

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

A coitadização dos marginais Os anos passam voando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


outubro 2008
S T Q Q S S D
« set   jan »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Blog Stats

  • 1,125 hits

%d blogueiros gostam disto: